Stijn Schaars revelou, em declarações à Sport Promotion Consultancy, que jogou com queixas no clássico entre o Sporting e o F.C. Porto (0-0). Apesar do desconforto, o médio diz que não equacionou sair: «Joguei uma hora com dores, depois de ter levado um toque. Foi difícil e senti cãibras, mas não considerei a possibilidade de ser substituído. Bem, talvez um pouco, mas pensei que não poderia fazê-lo neste jogo, que era em casa e com o F.C. Porto. Por isso, continuei a jogar. Felizmente a tensão muscular acabou por desaparecer.»

O jogador leonino analisou o clássico. Schaars fala em «batalha incansável» e «oportunidade perdida» frente aos dragões e diz que o alto ritmo do jogo impediu que este fosse um bom espectáculo.

Na próxima quarta-feira o Sporting recebe o Nacional, em jogo da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal. O médio deixa um desejo: «É um jogo muito importante para nós porque é uma oportunidade de ganharmos um troféu esta época, já que o Benfica, o F.C. Porto e o Sp. Braga foram eliminados. Temos de agarrar esta oportunidade. Faço anos na quarta-feira e dar o primeiro passo rumo à final seria um belo presente.»

[actualizado]