Um médico de 65 anos e um utente de 20 envolveram-se em confrontos no Centro de Saúde de Moscavide, Loures, depois de o clínico recusar passar uma baixa ao paciente.

«Ele reagiu mal, houve discussão, a namorada meteu-se pelo meio. Começou por erguer o teclado e atirá-lo à secretária, partindo-o parcialmente, ao mesmo bateu no meu telemóvel que caiu ao chão e se partiu. Quando me baixei para apanhar o telemóvel, ao levantar-me, deu-me um murro no olho direito... sei lá. Foram vários minutos no total da duração da consulta, ela durou 20 minutos, metade do tempo foi já depois de ter começado as agressões. A namorada agarrava-me os braços e chegou a agarrar-me pelo pescoço e ele estava por trás, com pernas e mãos livres, para me agredir. Tenho o olho direito inchado, levei um pontapé numa costela que suspeitamos que está partida e foi mais ou menos isso. Depois lá consegui sair para o corredor e pedir ajuda», disse o médico em declarações à TVI24.

O episódio deu-se a 31 de dezembro, depois de o utente não ter renovado em tempo útil a baixa que expirou a 25 de dezembro.

Leia o desenvolvimento da notícia o site da TVI24