«Tem havido vários jogadores a vir à seleção. A renovação tem sido feita aos poucos e no meu caso estou extremamente feliz por continuar a ser chamado e a fazer parte este grupo, tendo em mente um Europeu», disse Fonte esta manhã, antes do primeiro treino da equipa no estágio para os dois encontros particulares com Rússia e Luxemburgo.

O objetivo de todos os jogadores que estão na concentração é, claro, fazer parte da lista final de 23 convocados para o Euro 2016. «É um sonho para qualquer jogador estar numa fase final. O mister ja demonstrou que dá oportunidades. É trabalhar, fazer o melhor possível no clube, para ter oportunidades», disse.

Sentado ao lado de Gonçalo Guedes na sala de imprensa, o capitão do Southampton garantiu que «é fácil a adaptação» à Seleção. «Temos um grande grupo, jogadores com experiência que sabem integrar os mais jovens. Se eles estiverem confortáveis e adaptarem-se, é melhor para nós. É um orgulho e um feito chegar aqui, e a integração é fácil», afiançou.

Questionado sobre a relevância dos jogos com Rússia e Luxemburgo, José Fonte começou por lembrar-se do discurso habitual de Fernando Santos: «Se o mister estivesse aqui dizia logo que é para ganhar, como todos».

«Vamos encarar como todos os jogos, sabendo que são dois jogos de preparação. Não só para o Europeu, mas talvez para além disso. O mister vai querer ver jogadores, analisar as várias opções. Temos de dar o máximo, ppis todos querem dar o máximo, todos querem estar presentes no Europeu. É mais uma oportunidade para demonstrar o valor que temos», concluiu.