Fernando Santos deu uma primeira perspetiva sobre os dois jogos que a seleção vai ter frente a Itália e Polónia na Liga das Nações e considerou que a equipa transalpina mudou muito desde que visitou a Luz.

«A equipa italiana é diferente, estivemos a ver e há alterações na forma de jogar, vai criar-nos problemas diferentes», analisou o selecionador, em relação ao triunfo por 1-0 na primeira jornada da prova.

Portugal tem duas hipóteses de chegar às meias finais. Ou pontua em Itália ou vence a Polónia em Guimarães. Fernando Santos observou as duas equipas e chegou a algumas conclusões.

«Conhecemos os convocados da Polónia, é uma equipa que tem oscilado a forma de jogar, com processos diferentes, mas fez uma segunda parte boa com a Itália», disse.

«Uma delas ainda tem um objetivo e isso é um fator a considerar, a Itália ainda tem uma luz ao fundo do túnel, a Polónia é o contrário, quer mostrar que ficar de fora não corresponde ao valor», prosseguiu.

Ora, o técnico respondeu ainda que por jogar em Milão, a squadra azzurra é favorita.

«A Itália é uma equipa de topo mundial, não o deixou de ser por ter sido afastada e em qualquer circunstância é favorita a jogar em casa frente a qualquer adversário», opinou.

O treinador tinha dito que tem fé em resolver a passagem á Final Four no jogo com os italianos, mas deixou várias vezes o aviso de que esta equipa de Mancini é muito diferente daquela que perdeu na Luz.

«Há uma renovação da seleção e crescimento contínuo, a primeira parte do jogo com a Polónia foi muito clara. Não vou mostrar nada do Portugal-Itália, não serve para nada», exclamou Santos.