«Vai ser muito bom rever seis colegas de equipa e outros jogadores que defrontei. É sempre especial voltar a um país que tão bem me recebeu», disse o central.

Fora isso, o agora jogador do Fenerbahçe, não espera facilidades: «Será um bom jogo, diante de um adversário difícil e de qualidade. O mais importante é que possamos continuar no mesmo caminho que temos trilhado e sair de Krasnodar com uma vitória.»

Já «trintão», Bruno Alves encara com naturalidade o aparecimento de valores mais jovens na equipa e disse que a Seleção tem sempre resolvido a questão da renovação de forma natural.

«Temos sempre resolvido a questão da renovação da seleção. Temos jogadores de talento e o importante é que os jovens aproveitem as oportunidades e possam contribuir para a evolução da seleção.»

Quanto a centrais mais novos, destacou três nomes: Paulo Oliveira, Tobias Figueiredo e Rúben Vezo.