«Do ponto de vista sentimental, não ficamos indiferentes a este tipo de situações que vão acontecendo pelo mundo fora: também pelo facto de termos muitos portugueses em Paris e naturalmente porque no próximo ano estaremos no Campeonato da Europa, em França», disse João Pinto em Krasnodar.

«Mas confiamos nas forças de segurança, são eventos que têm fortes medidas de segurança.» 

O dirigente disse depois que a Federação está atenta às falhas de segurança em França, onde Portugal vai jogar o Euro 2016 do próximo ano, pelo que se for necessário está preparada para tomar medidas.

«Lamentamos e aproveito a oportunidade para endereçar os nossos mais sinceros sentimentos às famílias que foram abrangidas por esta catástrofe», acrescentou.

«Neste momento temos de levar as coisas com o máximo de tranquilidade possível. Naturalmente estamos atentos ao que se vai passando e se sentirmos que temos de fazer alguma coisa, claro que a vamos fazer.»