Quebrada uma ligação de mais uma década ao emblema leonino, Saleiro muda-se para um clube com forte influência portuguesa. A sua contratação foi tratada por Costinha, que foi director desportivo do Sporting e agora ocupa esse cargo no Servette. O avançado será ainda treinado por João Alves, e terá outros compatriotas no balneário.

O Servette representa a primeira experiência fora de Portugal para Carlos Saleiro. Por empréstimo do Sporting, o avançado tinha passado por Olivais e Moscavide, Fátima, V. Setúbal e Académica.