«Ninguém do clube falou comigo sobre essa possibilidade», disse o extremo de 33 anos, após mais um treino da equipa. O contrato estende-se até junho de 2014 e, até por culpa da idade, Simão não quer apressar a renovação.

«É muito cedo para isso. Não vale a pena pensar no que vai acontecer dentro de meio ano, no final da temporada. Estou focado em aproveitar cada dia e em trabalhar. Sinto-me confortável neste clube e com este grupo de trabalho».

Com o treinador Javier Aguirre, o português tornou-se titular indiscutível. «Ele foi determinante, não apenas para mim, mas também para o próprio clube. Com ele começámos a somar pontos. Ele fez um trabalho muito bom logo ao chegar: falou cara-a-cara com todos os jogadores e disse o que queria um por um», referiu Simão.

A época arrancou bem e o Espanhol tem cinco pontos em três jogos. Simão tem jogado sempre. «Este ano pude fazer a pré-temporada, ao contrário da anterior. Sinto-me bem fisicamente e a equipa teve a sorte de começar bem. Temos de seguir este rumo até ao final da campanha».

Este ano, Simão tem a companhia de Pizzi na frente de ataque.