«Está a atravessar um bom momento e tem tudo para vir a ser um grande jogador no futuro. Está nas mãos de um grande treinador, tenho a certeza que Jesualdo Ferreira vai orientá-lo bem e por isso tem tudo para evoluir. Espero que amanhã não faça o que fez no jogo de Madrid», acrescentou, lembrado dos desequilíbrios da primeira-mão.

Ora como é de desequilíbrios que se falava, perguntou-se a Simão se era desta vez que iria marcar um golo. «O mais importante, o que quero e desejo, é que a equipa possa passar aos quartos-de-final», disse. «Já não marco há alguns jogos e se pudesse marcar seria bom, claro, mas fico feliz é se passarmos. Tanto me faz quem marca os golos.»