«Fui eu quem indicou o Cissokho. Liguei-lhe, quando ainda estava no V. Setúbal e ficou entusiasmado. Depois, quando se transferiu para o F.C. Porto, parece ter ficado um pouco hesitante. É normal. Passou a jogar para o título, a participar na Liga dos Campeões, e, se calhar, pensa que ainda pode chegar à selecção de França», relata o avançado dos estudantes.

Sougou diz mesmo que o lateral dos campeões nacionais esteve para ser convocado para os últimos dois jogos do Senegal, frente a Omã e ao Irão, mas o facto de não ter sido possível entrar em contacto com ele inviabilizou o desejo dos senegaleses: «Esteve para ir mas não respondeu às últimas chamadas. No entanto, penso que ele irá perceber que é muito difícil jogar pela França e irá acabar por dar o sim.»

Da Liga portuguesa, Sougou indicou ainda o avançado e Baba [Marítimo], que, ao contrário de Cissokho, parece mais receptivo a representar o seleccionado senegalês. «Só não foi aos últimos jogos porque era complicado em termos de passagens aéreas desde a Madeira. É apenas uma questão de tempo», desvendou ao Maisfutebol.