O apuramento para as competições europeias vai ser mais um adversário em campo e, nesse sentido, melhor sorte para os anfitriões, quartos classificados com 40 pontos, mais cinco que os visitantes do Funchal, que estão, para já, fora da zona de acesso à Taça UEFA.

É, também, em casa que o Sp. Braga mais ganha, estando, a par de Sporting, Benfica e Académica, no topo dos vencedores, com sete vitórias, num total de 23 pontos (contabilizados ainda dois empates). Já o Marítimo sente mais dificuldades fora, como prova a estatística: três vitórias, quatro empates e quatro derrotas.

Os minhotos sabem que não podem desperdiçar pontos nesta fase, pois, finda a Quaresma, vão à Choupana jogar com o Nacional, um candidato europeu de peso e sobre o qual recai a esperança de mais uma vaga europeia, através da Taça de Portugal. Como se não bastasse, despedem-se do campeonato no Dragão, depois de terem recebido o Benfica. Ufa!

E do mesmo pode queixar-se o Marítimo: Benfica, F.C. Porto, Sporting e, na despedida, o Leixões, com quem partilha os mesmos 35 pontos e o sonho de garantir um lugar na Europa.

Nenhum se contenta com menos

Jorge Jesus não se contenta com menos que o quarto lugar, mas o facto de Carlos Carvalhal conhecer os cantos à casa não é um bom sinal, ainda que este não possa sentar-se no banco de suplentes devido a castigo. Os dois treinadores conhecem, igualmente, bem o trabalho de cada um, pois os percursos semelhantes - V. Setúbal, Belenenses e Sp. Braga - permitiram o estudo mútuo.

Depois da excelente vitória no Bonfim na ronda anterior, com Orlando Sá (bis), Peixoto e Rodriguez (terceiro golo) em destaque, Jorge Jesus não deve fazer muitas alterações no onze. Luís Aguiar, que cumpriu castigo, deve ser a principal mudança, para a saída de Matheus.

Já os madeirenses cederam dois pontos nos Barreiros frente ao Trofense, Marcinho esteve ausente também por castigo, pelo que a entrada do médio brasileiro é ponto assente na estratégia.

Equipas prováveis:

SP. BRAGA: Eduardo; João Pereira, Leone, Rodriguez e Evaldo; Vandinho; Alan, Luís Aguiar e Peixoto; Paulo César e Orlando Sá

MARÍTIMO: Marcos; Paulo Jorgel, João Guilherme, Van der Linden e Taka; Olberdam; Marcinho, Bruno e Miguelito; Djalma e Baba