«Não, ainda não pensamos no jogo da Liga Europa. O jogo mais importante é o próximo e o próximo jogo é contra o Estoril. Estamos preparados para jogar com o Estoril e depois vamos pensar na Europa», referiu Boly antes do treino do Sp. Braga desta quarta-feira.

O PERFIL DE WILLY BOLY

Recorde-se que na próxima semana o Braga defronta os checos do Slovan Liberec, a contar para a primeira jornada da fase de grupos da Liga Europa.

 

Para o jogador de 23 anos a paragem da Liga foi benéfica, até porque o plantel ainda está a assimilar as ideias de Paulo Fonseca. «Esta paragem foi boa, descansámos bem, e já preparamos o próximo jogo depois de uma vitória sobre o Boavista. Ainda estamos a assimilar os processos do treinador, estamos a caminhar para o caminho que ele quer, mas todos os dias temos melhorando», assumiu.

 

O francês chegou a Portugal no último mercado de inverno e diz que não sentiu nervosismo no jogo com o Boavista, assumindo que estava «preparado». Boly espera continuar a trabalhar para ser utilizado em todos os jogos.

 

«Sou jogador, tenho de trabalhar sempre, tive muita sorte de jogar no último jogo. O Santos foi embora, fez um bom caminho e espero que vá ser melhor para ele e para mim que continuo a trabalhar aqui no Braga, para jogar todos os jogos», disse.

 

Diante do Boavista, Boly esteve no lance de um dos golos dos Guerreiros, ao servir Crislan com um passe longo. O defesa central diz que por vezes Paulo Fonseca pede profundidade. «No jogo falei com o Crislan que o Boavista estava curtinho e às vezes é importante solicitar a profundidade, é isso que o mister quer», assumiu.

 

Depois de na época passada ter alinhado essencialmente na equipa B, o defesa que completou a formação no Auxerre espera impor-se no eixo da defesa arsenalista.