«Não sei se consigo reunir as condições até lá para poder renovar com o Liedson. O jogador ainda não tem proposta», revelou o presidente do Sporting esta segunda-feira, durante um pequeno almoço com a comunicação social. «Uma fase de negociação não implica necessariamente uma proposta, pois precisamos de saber os anseios e as necessidades do Liedson», acrescenta.

O dirigente admitiu de resto que a vitória frente à Naval, aliada à derrota do Benfica frente à Académica, deixou o Sporting mais confortável no segundo lugar, mas lembra que não é esse o objectivo principal: «Ficámos mais seguros no segundo lugar, mas o objectivo da época é ser campeão, foi para isso que trabalhámos e vamos continuar a trabalhar, embora todos saibamos que não depende só de nós.»

Quanto à polémica sobre o Benfica relativa à final da Taça da Liga, Soares Franco revela que não teve qualquer contacto com o presidente «encarnado» desde então. «Não telefonei a ninguém e ninguém me telefonou, não falei com ninguém. Obviamente que lamento, e lamento a forma como o director de comunicação do Benfica tratou o Sporting, o Conselho de Administração e o seu presidente», afirma.

Soares Franco aproveitou a ocasião para repetir que não está na corrida às eleições do clube. «Estou saturado de ser maltratado, ofendido, insultado, por pessoas a quem não reconheço capacidade para o fazer», afirmou, garantindo que nos últimos três anos e meio dedicou «todo o amor à causa de ser presidente do Sporting»: «Se mais não fiz, foi porque não sabia. Quem dá o que tem, e o melhor que tem, não merece o insulto nem a ingratidão.»