A SAD leonina tinha instaurado um processo disciplinar ao jogador, com vista à rescisão de contrato (agora consumada), alegando que este tinha falhado a apresentação ao trabalho e que tinha treinado sem autorização num clube búlgaro.

Bojinov tinha contrato com o Sporting até 2016. O avançado chegou a Alvalade no verão de 2011, mas saiu logo no início do ano seguinte, por causa do célebre episódio do pénalti que não estava designado para marcar, e que acabou por falhar. O jogador foi depois emprestado a Lecce, Verona e Vicenza.