Liedson regressou ao trabalho nesta sexta-feira, depois do desentendimento com Sá Pinto, que culminou na demissão do director do futebol.
O «levezinho», que falhou a sessão da véspera, devido a reunião de urgência com o presidente José Eduardo Bettencourt, voltou ao relvado da Academia.
O treino, que começou com 30 minutos de atraso devido a uma conversa entre treinador e jogadores na privacidade do balneário, foi acompanhado por José Eduardo Bettencourt, Pedro Mil Homens, administrador da SAD, e Salema Garção, «team manager» que acumulou interinamente as funções de Sá Pinto.
Carlos Carvalhal prepara a deslocação de domingo à Trofa, palco da terceira jornada da terceira fase da Taça da Liga, com início agendado para as 20.15 horas.