Ruben Amorim, treinador do Sporting, em declarações aos jornalistas após o dérbi com o Benfica em Alvalade:

[Sporting não ganhava ao Benfica em casa para a Liga desde 2012, não perdeu ainda para o campeonato. Discurso de não assumir o título não é desfasado e não receia que possa ser encarado como revelador de alguma falta de ambição?

«Não podemos ter mais ambição do que ganhar o próximo jogo. Percebo a pergunta e essa ideia. Talvez seja um modo de nos protegermos. Talvez seja um pouco isso, mas é assim que eu o entendo. Ouvi na televisão que era bom ganhar a taça da liga, mas tínhamos três jogos muito difíceis depois e podíamos ficar a cinco pontos.

Isto muda de um momento para o outro. O FC Porto ganhou e se perdêssemos ou empatássemos, ficava a um ou a dois pontos. Ainda não estamos na segunda volta. Temos uma equipa muito jovem. Se há coisa que estes jogadores têm é ambição e isso vê-se no campo.

Vou continuar na nossa ideia: foi sempre assim que pensámos. Se chegarmos ao último jogo a depender dele para sermos campeões, eu assumirei que somos candidatos.

Mesmo que me levem a mal alguns sportinguistas, é esta a minha convicção e será sempre assim até ao fim.