Ruben Amorim, treinador do Sporting, em declarações no final da vitória por 2-0 sobre o Portimonense, falando em particular do excelente momento de forma de João Palhinha:

«O crescimento do Palhinha deve-se ao trabalho dele, à forma como ele entende o jogo, à forma como ele evolui com bola, portanto o mérito é todo dele. Não tem nada a ver com o treinador, ele trabalhou com vários treinadores e cresceu com todos.

Ele tem condições e características diferentes de todos os outros jogadores que estão na seleção, não me quero meter nas escolhas do selecionador Fernando Santos, mas o Palhinha é meu jogador e gostava muito de o ver na seleção. A verdade é que tem características diferentes e podia ser uma boa solução porque tem características diferentes.

Em relação ao caso que está no TAD, eu agora todos os dias até ao clássico vou perguntar ‘o Palhinha pode jogar?’, ‘o Palhinha pode jogar?’. Se ele puder jogar, ótimo, se não puder, joga outro.»