Confrontado com esta evidência e incluindo Alex Ferguson nos que colocam o F.C. Porto num plano inferior, Jesualdo Ferreira reagiu da seguinte maneira:

«Não acredito que estejamos a ser desvalorizados. Está na lembrança de todos o que fizemos há cinco anos. Estão frente a frente as duas equipas com mais presenças na Liga dos Campeões e de grande currículo. Além disso, estou certo que amanhã teremos todo o Portugal do nosso lado.»

Para o fim ficou a lembrança de 2004 e da «sorte» emoldurada naquele remate de Costinha bem em cima do minuto 90. «Amanhã gostaria de ter essa ou outra sorte. Parece que foi ontem mas já passaram cinco anos desde esse momento histórico. O F.C. Porto foi favorecido ao marcar um jogo fora, mas a um minuto do fim estava eliminado.»