«Vi tudo negro durante um ou dois segundos. Temi que a pancada colocasse em risco a minha carreira. Esse foi o meu primeiro pensamento. Verifiquei que conseguia mexer e dobrar a perna. No entanto, passados uns minutos, senti que não conseguia correr. No final do encontro disseram-me que a partir desse momento nunca mais parei de tremer, como quando estamos com frio. Não me lembro de ter tremido, mas toda a gente me garante que sim», afirmou, em declarações ao «Record».