Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem, destacou a «grande oportunidade de promoção da arbitragem, com jovens que ainda vão aderindo à classe». Lucílio Baptista deixou dois conselhos aos jovens: «Que sejam fortes e corajosos, e que a sorte os acompanhe sempre.»

Rogério e Tatiana correram mesmo ao lado de Lucílio Baptista no treino que este quis fazer, de adaptação ao palco do jogo. Embora tenha garantido que a preparação «não está definida para um jogo específico, mas sim para ciclos semanais», o juiz setubalense realçou o facto de a equipa de arbitragem ter viajado para o Algarve na véspera do jogo, e não no próprio dia, como é habitual em encontros da Liga. «É de salutar esta forma de preparar o jogo», disse Lucílio Baptista, embora revelando que teve de pedir dispensa no trabalho, para faltar nesta sexta-feira.

Bancário de profissão, o juiz setubalense revelou ainda ter sido apoiado pelos colegas, independentemente da cor. «Recebi palavras de incentivo. Como é óbvio há adeptos de dois clubes, e as palavras foram positivas. Precisamos de positividade e não de negativismo», disse.

Pese embora o «apoio» dos dois jovens árbitros, no jogo deste sábado Lucílio Baptista será auxiliado por José Cardinal e Pais António. Artur Soares Dias vai ser o quarto árbitro e Luís Ramos o assistente de reserva. Todos estes estiveram também na sala de imprensa.