«Na teoria, nós somos favoritos, apesar de jogarmos fora num piso que não é o que os nossos jogadores preferem», disse o selecionador, citado pela Lusa. Ainda assim, as expetativas são bastante altas para Cordeiro, que considera ter reunido «os melhores jogadores de Portugal», ainda que tenham um historial recente de lesões.

Quanto à Moldávia, adversária de Portugal neste play-off, Cordeiro considerou que é uma equipa que «tem bons jogadores» e que poderá tirar vantagem do fator casa.

João Sousa, o melhor português no ranking mundial, diz que o mais importante é ganhar, independentemente do resultado, e deixa um desejo: «O nosso objetivo histórico é disputar o Grupo Mundial. Temos de passar por isto. Infelizmente no ano passado não nos conseguimos manter no Grupo I, pelo que temos de vencer esta eliminatória.»

A seleção das quinas irá disputar o play-off de acesso do Grupo I da Taça Davis, entre sexta-feira e domingo em Sala Polivalenta de Chisinau.