A equipa de Arsène Wenger seguiu assim o exemplo dos outros grandes da Premier League, Manchester United e Chelsea, que no sábado também deixaram pelo caminho adversários mais modestos.

Com o delicado desafio com a Roma no horizonte, esta quarta-feira, Arsène Wenger poupou alguns dos titulares, mas apresentou, ainda assim, uma equipa com argumentos suficientes para se colocar ao abrigo de surpresas. O russo Arshavin esteve na origem do primeiro golo, apontado aos 25 minutos pelo mexicano Vela.

O momento alto do jogo aconteceu aos 51 minutos, quando o croata Eduardo da Silva concluiu de primeira, com o pé esquerdo, um belo passe de Song. Um golo que levantou o estádio e quebrou de vez a resistência do Burnley, permitindo a Wenger dar minutos de utilização ao jovem Theo Walcott, que regressou depois de prolongada paragem por lesão.

A seis minutos do fim, o camaronês Song voltou a destacar-se, com um brilhante passe de calcanhar que permitiu a Eboué fechar a contagem.

Jogos da Taça de Inglaterra

Oitavos-de-final

Domingo

Arsenal-Burnley, 3-0

(Vela, 25m; Eduardo da Silva, 51m; Eboué, 84m)

Quartos-de-final

Sábado

Coventry-Chelsea, 0-2

Drogba (15m) e Alex (72m)

Fulham-Machester United, 0-4

(Tevez, 20m e 35m; Ronney, 50m; Park, 81m)

Everton-Middlesbrough, mais tarde