Nélson Lenho, capitão do Desportivo de Chaves, após a vitória por 3-1 frente ao Vitória SC para a segunda mão da meia final da Taça de Portugal insuficiente para a passagem à final, na sala de imprensa do Municipal Engº Branco Teixeira.

«Eu acho que demos tudo o que tínhamos e o que não tínhamos. Acabámos por ter a infelicidade de não passar. Sinceramente acho que merecíamos estar na final. Parabéns ao Vitoria, que passou a eliminatória, e boa sorte para eles.

Uma palavra para os meus companheiros, principalmente uma palavra para o Braga, que é um grande profissional. Falhou ele porque foi ele que bateu, mas quando falhamos, falhamos todos, pois estamos todos juntos, somos uma equipa humilde de muito trabalho, e vamos continuar a dar o máximo no campeonato.

Não tenho palavras para descrever o que estou a sentir hoje. Espero que todos nós passamos dar uma boa resposta já no próximo jogo com o Marítimo. Somos valentes, acho que vamos conseguir levantar a cabeça e seguir em frente.

Estávamos a um passo de um sonho, era um sonho e se calhar para muitos de nós a última oportunidade de estar no Jamor. Não conseguirmos, mas desejo sorte ao Vitória e nós iremos continuar o nosso caminho.

Sinceramente, acho que no conjunto dos dois jogos acabámos por ser superiores. Mas o que conta são os golos, sobretudo os golos fora.»