Festa rija entre os adeptos da formação encarnada, numa noite europeia com alguns contornos dramáticos, até ao tento inaugural. O Benfica passou quase uma hora de jogo atrás do desejado golo, não conseguiu evitar um par de sustos, mas Reyes justificou a superioridade portuguesa no capítulo da posse de bola.

Ao minuto 57, abriram-se as portas da fase de grupos. Recuperação de Luisão, passe de Katsouranis e arte de Reyes, reforço sonante da equipa de Quique Flores, para o primeiro tento da noite.

O Nápoles recusava baixar os braços, tentava ir atrás do empate, mas o Benfica viria a soltar o golpe de misericórdia, na recta final do encontro. Cruzamento de Jorge Ribeiro, outro de Carlos Martins e Nuno Gomes a finalizar, para dissipar todas e quaisquer dúvidas.

Confira a FICHA DE JOGO e os melhores momentos no AO VIVO.