No Sporting não jogou um único minuto!

O treinador Paulo Sérgio ainda o levou duas vezes para o banco, mas nunca o lançou. Esteve na visita ao Levski Sófia para a Liga Europa e ao Estoril para a Taça da Liga. O melhor que fez foi marcar dois golos num jogo-treino.

No final da temporada, sem surpresa, o Sporting devolveu-o ao Internacional Porto Alegre. A partir daí, Tales desapareceu dos principais palcos e a sua carreira caiu a pique.

O Globoesporte descobriu-o em 2014 a jogar no Kuwait, ao serviço do Al Yarmouk. Entre o Sporting e o Médio Oriente, Tales chegou a trocar o futebol pelo... triatlo.

«Esses treinos de triatlo aconteceram quando acabei o meu contrato com o Internacional. Estava à espera de uma nova oportunidade no futebol. O meu irmão é triatleta e, como eu sempre adorei treinar, o triatlo foi a saída que encontrei para me manter em forma», explica Tales, agora com 24 anos.

Tales lá arranjou um contrato com o ASA de Arapiraca e depois voltou a Portugal. Fez 12 jogos pelo modesto Joane na III Divisão em 2012/13. Do Minho rumou à Tailândia (Suphanburi) e está agora no Kuwait.

«Só penso em dar sequência ao meu trabalho num lugar onde possa adquirir experiência profissional, de vida e, principalmente, onde eu tenha oportunidade de mostrar o meu potencial», diz Tales.