O nº1 do mundo esteve sempre atrás do 14º classificado do ranking e mostrou uma autêntica capacidade de sobrevivência para continuar a lutar pela revalidação do título que detém.

Foram pecisos dois dias para Djokovic ultrapassar Anderson.

Na segunda-feira, o sul-africano conseguiu chegar a uma vantagem de 2-0 em sets ficando a apena um da vitória. Mas Nole conseguiu ainda empatar o encontro 2-2 antes de este ser interrompido devido à falta de luz no court dado o adiantado da hora.

O quinto e decisivo set ficou marcado para esta terça-feira, com Djokovic a impor-se e aseguir em frente com o resultado final de 6-7(6), 6-7(6), 6-1, 6-4 e 7-5.