Tomás Costa, médio do F.C. Porto, em declarações na zona mista, após o encontro com o Manchester Utd, relativo à segunda mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, e que os ingleses venceram por 1-0, garantindo passagem à fase seguinte:

«Não era tarde para entrar porque tivemos oportunidades até ao último minuto. Tanto dentro como fora de campo é um orgulho representar o F.C. Porto. Não é uma desilusão, estivemos perto de passar, mas eles fizeram a diferença que leva estas equipas a serem campeãs da Europa e do mundo.»

«O balneário está triste, mas a equipa está forte e preparada. O treinador felicitou-nos e deu-nos força para continuar, porque ainda temos muitas coisas para ganhar.»