Enorme frustração para a equipa de sub-19 do FC Porto que esteve a ganhar ao Barcelona, em pleno Mini Estadi, mas permitiu a reviravolta dos catalães, com uma grande penalidade convertida a três minutos do final, e, assim, ficou fora da Final Four da Youth League. Uma frustação assente na qualidade do jogo que a equipa portuguesa demonstrou ao longo do jogo, mas também numa grande penalidade que terá ficado por marcar a favor da equipa de João Brandão já em tempo de compensação

Benfica vence CSKA e está na Final Four (2-0)

O treinador do FC Porto preparou bem os seus jogadores para o que já se antevia: um Barcelona a assumir as rédeas do jogo, com uma elevada posse de bola, na habitual movimentação que se popularizou como o «tiki taka». Para combater o jogo habitual dos catalães, o FC Porto fechava-se com duas linhas de quatro bem próximas, deixando meio-campo livre para os catalães, mas fechando todos os caminhos a eventuais penetras.

Quando ganhava a bola, a equipa portuguesa desdobrava-se, em efeito harmónica, com rápidas transições, procurando surpreender os catalães com passes em profundidade para Rui Pedro e Bruno Costa na frente de ataque. O Barça até chegou a marcar, neste período, mas Mboula tinha partido em clara posição irregular. Na resposta, o FC Porto também esteve perto do golo, na sequência de uma rápida combinação entre Rui Pedro e Bruno Costa, mas o remate deste último bateu num adversário e a bola passou por cima da barra.

A percentagem de posse de bola ia crescendo para os lados do Barça, mas sempre longe da baliza de Diogo Costa, com poucas possibilidades de visar a baliza portista. Apenas de bola parada, com destaque para um livre colocado de Abel Ruiz que obrigou Diogo Costa à defesa da tarde. Até ao intervalo, apenas mais uma oportunidade para os catalães, com Mboula a cruzar da direita para o primeiro poste onde surgiu Abel Ruiz a desviar com o peito. Valeu ao FC Porto, neste lance, a atenção de Diogo Costa.

O FC Porto tentou depois surpreender o Barça, no início da segunda parte, com um bloco mais adiantado, entrando muito bem no jogo e colocando dificuldades ao adversário, mas rapidamente o jogo voltou à mesma lengalenga da primeira parte, com o Barça a reforçar uma elevada posse de bola, mas a uns bons trinta metros da área portista.

Mas este era definitivamente um FC Porto diferente daquele que tínhamos visto na primeira parte. A equipa de João Brandão estava agora mais alerta, mais acutilante e decidida a fazer o adversário passar por calafrios. Depois de uma primeira ameaça de Diogo Dalot, a equipa portista chegou mesmo ao golo, na sequência de um bom cruzamento de Moreto Cassamã, da esquerda, para Bruno Costa antecipar-se a Cucu na área e cabecear à vontade para as redes de Sergi Puig.

O jogo mudava da noite para o dia, com o Barça a carregar no acelerador e o FC Porto a socorrer-se de muitas faltas para travar a reação catalã. A equipa de João Brandão até parecia consistente na defesa da magra vantagem, mas um espetacular passe de Collado permitiu a Abel Ruiz, depois de uma fenomenal receção, destacar-se na área e empatar o jogo.

Ainda faltavam quinze minutos para o final e o jogo estava agora definitivamente partido, com as duas equipas a arriscar na procura de um golo que podia valer a qualificação para a Final Four. O jogo seguiu intenso e, a três minutos do final, Rui Pires atropelou Guillemenot na área, num lance polémico. Na transformação da respetiva grande penalidade, Mboula atirou a contar. Diogo Costa ainda chegou à bola, mas não conseguiu evitar o golo.

Nos três minutos finais, mais quatro de compensação, a equipa de João Brandão ariscou tudo no ataque e esteve muito perto do empate, por três vezes, e numa delas até pode queixar-se de uma grande penalidade que ficou por marcar por falta clara sobre Yan na área. O jogo acabou logo a seguir com a festa catalã e a evidente frustração do FC Porto.

O Barcelona segue em frente, mas vai ter de aguardar pelo final do Real Madrid-Ajax, marcado para esta quarta-feira, para saber com quem vai jogar na meia-final.

FICHA DO JOGO                   

Mini Estadi, em Barcelona

Árbitro: Bart Vertenten (BEL)

Auxiliares: Jimmy Cremers e Rien Vanyzere

BARCELONA: Sergi Puig; Dani Morer, Rey, Mingueza e Cucu; Manneh (Monchu, 46m), Busquets e Collado (Bueno, 90m); Mboula, Ruiz e Seungwoo Lee (Guillemenot, 67m).

Suplentes: Peña, Guerrero, Fati e Jaime.

Treinador: Gabriel de la Torre.

FC PORTO: Diogo Costa; Diogo Dalot, Diogo Queirós, Jorge Fernandes e Reabciuk; João Cardoso (Paulo Estrela, 80m), Rui Pires e Moreto Cassamã (Madi Queta, 88m); Abou (Yan, 88m), Rui Pedro e Bruno Costa.

Suplentes: Ricardo Silva, João Lameira, Michael Morais e António Nascimento.

Treinador: João Brandão.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores: Bruno Costa (63m), Abel Ruiz (75m) e Mboula (87m, gp).

Disciplina: cartão amarelo a Rui Pires (36m), Diogo Queirós (41m), Seungwoo Lee (64m), Abou (68m), Moreto Cassamã (70m) e João Lameira (90m).

Resultado final: 1-2.

FILME DO JOGO

0m: saiu o FC Porto..

2m: primeiro canto do jogo é para o FC Porto.

7m: jogo equilibrado nestes primeiros minutos, mas o Barça já tem mais posse de bola.

9m: Barça marca, mas o árbitro já tinha assinalado a posição irregular de Mboula.

11m: Ruiz cai na área, mas não há qualquer falta.

15m: Abou insiste na direita e conquista canto.

20m: Barça tem mais bola, mas longe da baliza de Diogo Costa.

23m: Barça cria perigo na marcação de um canto, mas a defesa do FC Porto resolve.

24m: Combinação de Rui Pedro e Bruno Costa com este último a rematar contra um adversário. A bola ganhou altura e passou por cima da barra.

25m: Na sequência do lance anterior, canto para o FC Porto e Abou não chega, por muito pouco, para a finalização.

27: Seungwoo Lee atira de fora da área, mas à figura de Diogo Costa.

29m: DIOGO COSTA. Grande defesa do guarda-redes do FC Porto a um livre marcado por Abel Ruiz.

33m: Diogo Dalot trabalha bem sobre a direita, cruza com perigo, mas Rui Pedro, na área, não consegue controlar a bola e a defesa do Barça afasta.

36m: CARTÃO AMARELO a Rui Pires (FC Porto)

38m: ABEL RUIZ! Cruzamento de Mboula da direita para o primeiro poste onde surge o avançado a desviar com o peito. Valeu ao FC Porto a atenção de Diogo Costa.

41m: CARTÃO AMARELO Diogo Queirós.

45m: Rui Pires faz falta sobre Lee e arrisca ver um segundo amarelo.

45m: INTERVALO! Primeira parte sem golos. Jogo equilibrado, com um Barcelona que teve mais posse de bola, mas longe da baliza de Diogo Costa.

46m: começou a SEGUNDA PARTE com uma alteração no Barcelona.

46m: substituição no Barcelona. Saiu Manneh e entrou Monchu.

52m: Boa entrada do FC Porto nesta segunda parte.

60m: o Barça volta a ter mais bola, mas longe da baliza de Diogo Costa.

61m: Mboula cai na área do FC Porto, mas o árbitro, em cima do lance, manda seguir.

62m: Rápido contra-ataque do FC Porto conduzido por Diogo Dalot, mas Bruno Costa atira contra um adversário.

62m: GOLO DO FC PORTO. Moreto Cassamã cruza da esquerda e Bruno Costa antecipa-se a Cucu e cabeceia para as redes de Sergi Puig.

64: CARTÃO AMARELO a Seungwoo Lee (Barcelona).

67m: substituição no Barcelona. Saiu Seungwoo Lee e entrou Guillemenot.

68m: CARTÃO AMARELO a Abou (FC Porto)

70m: CARTÃO AMARELO a Moreto Cassamã (70m)

75m: GOLO DO BARCELONA! Grande passe Collado para as costas da defesa do FC Porto, grande receção e finalização de Abel Ruiz.

80m: substituição no FC Porto. Saiu João Cardoso, entrou Paulo Estrela.

82m: Busquets tenta surpreender DiogO Costa com um remate fora da área, mas o guarda-redes do FC Porto estava atento.

85m: PENALTY PARA O BARÇA! Rui Pires atropelou Guillemenot na área.

87m GOLO DO BARÇA! Na marcação da grande penalidade Mboula atira colocado, Diogo Costa ainda chegou à bola, mas não conseguiu evitar o golo.

88m: substituição no FC Porto. Saiu Abou, entrou Yan.

88m: substituição no FC Porto. Saiu Moreto Cassamã, entrou Madi Queta.

90m: substituição no Barcelona. Saiu Collado e entrou Bueno.

90m: mais quatro minutos....

90m: Yan cai na área carregado por um adversário, mas o árbitro nada assinala.

90m: CARTÃO AMARELO a João Lameira (no banco).

FINAL: o FC Porto falha o acesso à Final Four da Youth League depois de um final de jogo polémico.