Esta mudança, ditada nos últimos meses após proposta da European Profissional Football Leagues (EPFL), foi alvo de discussão e visou uma harmonização nas datas, de modo a diminuir o risco de concorrência desleal entre competições.

Com o crescente peso dos clubes (e do dinheiro) da Rússia, houve a necessidade de fazer uma alteração ao que aconteceu nos últimos anos, quando a liga russa mantinha a janela de transferências aberta mais quatro ou cinco dias, em relação a Inglaterra, Itália, Espanha, Alemanha, Holanda ou Portugal.

A exceção era a França, que também chegou a ter um «delay» de alguns dias, o que daria alguma vantagem concorrencial aos clubes gauleses (algo que já tinha sido, também, alterado).

Como o Maisfutebol já noticiou, este ano a liga russa, nas suas duas competições profissionais (Russian Football Premier League e a National Football League of Russia), fechou no mesmo dia das principais ligas. Só transferências internas, entre diferentes divisões na Rússia, se mantêm abertas até dia 6, mas ao nível da federação e não da liga russa.

Até dia 5 ficam abertas as transferências para a Liga Turca. No Montenegro fecham esta quarta. Na Albânia está aberto até dia 7 e na Roménia terminam dia 9.