[Artigo atualizado]

Raul Jimenez custou pelo menos 21 milhões de euros e tornou-se desta forma a contratação mais cara de sempre do futebol português. O mexicano do Benfica ultrapassou Giannelli Imbula no torno das aquisições mais dispendiosas.

Recorde-se que, de acordo com o comunicado enviado pelos «dragões» à CMVM, o médio francês tinha custado 20 milhões de euros por cem por cento do passe, numa negociação feita junto do Marselha. Seis meses depois, o FC Porto vendeu Imbula ao Stoke City por 24 milhões.

 

Ora portanto Raul Jimenez é a contratação mais cara, Imbula surge em segundo e o terceiro posto pertence novamente a um jogador do FC Porto, que pagou 19 milhões de euros por Hulk.

Em 2008, quando o jogador brasileiro se mudou para o Dragão, a SAD liderada por Pinto da Costa pagou 5,5 milhões de euros por metade do passe, e três anos depois investiu mais 13,5 milhões de euros por quarenta por cento dos direitos económicos.

 

Mais tarde o Relatório e Contas da SAD portista revelou um outro investimento de três milhões de euros associado a Hulk, mas referente a comissões, pelo que não é somado ao valor da contratação. Até porque os 21 milhões de Raul Jimenez e os 20 milhões de euros de Imbula também dizem respeito apenas ao valor da transferência propriamente dita, pois para já não existe qualquer informação relativa a comissões.

 

A fechar o top-5 das transferências mais caras do futebol português surgem Pizzi, no quarto lugar, ele que custou 14 milhões de euros, e Salvio, no quinto posto, que custou um total de 13,5 milhões de euros, ainda que nenhum destes valores tenha sido comunicado oficialmente.