O jovem pertencia ao Twente e tinha o passe dividido entre o clube holandês e a Doyen Sports: o Benfica, no entanto, negociou diretamente com o Twente, as duas partes chegaram a acordo e o clube holandês vai agora ressarcir a empresa de Nélio Lucas.

 

O passe está por isso cem por cento na posse do Benfica, com quem o jogador assinou um contrato válido para as próximas cinco temporadas.

Refira-se que o jovem esquerdino só tinha mais um ano de contrato, que terminava em junho de 2016.

 

Bilal Ould-Chikh é um jovem holandês, de origem marroquina, que nasceu na cidade holandesa de Roosendaal. Em criança passou por várias academias jovens, em particular do próprio Roosendaal, do Willem II e do Feyenoord.

 

Quando tinha quinze anos foi disputado por vários clubes, incluindo o PSV e o Ajax, mas preferiu o Twente. Menos de um ano depois, quando tinha, portanto, 16 anos, fez a estreia no futebol profissional, num jogo da liga holandesa com o Zwolle.

 

Na última época, já como jogador do plantel principal, fez 19 jogos, entre campeonato (16), Taça (2) e Liga Europa (1), tendo apontado um golo, ao Heracles, na liga holandesa.

 

Esquerdino, irreverente e tecnicista, Bilal Ould-Chikh é um extremo que tanto pode jogar à direita como à esquerda, embora prefira jogar com o pé esquerdo sobre a direita para descair para o centro e procurar muitas vezes o remate de longa distância.

 

Quando tem apenas 17 anos, já é internacional sub-15, sub-17 e sub-19 pela Holanda.

 

Veja o que vale Bilal Ould-Chikh: