Maisfutebol

Depois de muitas semanas de dúvida, muito por culpa de um pré-acordo estabelecido com o Málaga, a situação foi esclarecida e André André vai cumprir o seu maior desejo: reforçar o clube que já representou nas camadas jovens (tornou-se capitão ao terceiro treino) e que catapultou o seu pai para uma grande carreira internacional.

O negócio foi concluído esta quinta-feira, como escrevemos, e tem sido mantido em segredo por todas as partes, pois o Málaga acompanhava com expectativa todas as movimentações.

A duração do vínculo será longa - quatro ou cinco temporadas - e André André passa a ser mais uma opção de grande qualidade para o meio-campo de Julen Lopetegui.

André fez uma temporada fantástica em Guimarães - 34 jogos oficias e 13 golos - e tem a capacidade de preencher várias posições no meio-campo, conforme contou Dito (antigo treinador) ao nosso jornal.

Formado no Varzim e com uma passagem pelo FC Porto nos juniores, André André regressou à Póvoa de Varzim e teve uma experiência curta no Deportivo Corunha. Voltou novamente ao Varzim e em 2012 transferiu-se para o Vitória Guimarães.

Na Cidade-Berço fez mais de 100 jogos e 19 golos em três anos.

Depois de Sérgio Oliveira e Alberto Bueno, além do regresso de Carlos Eduardo, André André é reforço do FC Porto.

[artigo atualizado]