«É um grande jogador, fez uma carreira internacional muito significativa e é dispensável falar da sua condição. Temos que ver se essas coisas são viáveis num outro campo. Dentro de campo, há sempre lugar para um grande jogador como ele», afirmou o treinador, citado pelo site da Globo.

O regresso de Deco começa a ganhar eco no Brasil, numa altura em que a Conmebol, organismo que tutela o futebol sul-americano abriu mais três vagas para as equipas inscreverem jogadores nos oitavos-de-final da Taça dos Libertadores.

Deco manifestou interesse em voltar no final da época, depois da participação no Mundial da África do Sul, embora o seu contrato com o Chelsea só termine em 2011 e os londrinos não tenham ainda emitido qualquer opinião sobre o assunto.