«Para ser honesto, a decisão tem que partir do Bruno. Definitivamente gostaríamos de lhe dar uma nova proposta, é ponto assente que desejamos mantê-lo no clube, só que a decisão também depende dele», confirmou Laszlo aos media do seu país.

Ficar em Tynecastle é uma opção em aberto para Bruno Aguiar, mas o seu treinador está assumidamente com receio de o perder devido à qualidade e ambição do português, a quem não poupa elogios. «É muito bom jogador. O Bruno esteve parado 18 meses por lesão e agora tem a chance de jogar regularmente. É importante que ele ganhe confiança e nós estamos a ajudá-lo. Tem que pensar no seu futuro e provavelmente na próxima época vai querer um clube melhor», lamentou Laszlo.

O Hearts é terceiro classificado da Premier League escocesa, atrás dos habituais campeões Celtic e Rangers, e prepara-se para garantir o acesso às competições europeias de 2009/2010. Para Csaba Laszlo, a melhor solução para o futuro de Bruno Aguiar seria mesmo manter-se mais uma época no clube. «Eu já lhe disse: «Amigo, se queres dinheiro e uma equipa superior, joga a fase de grupos da Liga Europa (nova designação da Taça UEFA) com o Hearts. Depois ninguém te vai parar. Vão chover ofertas!», antecipou o treinador do Hearts.