Tulipa e Manuel Machado, treinadores de Trofense e Nacional da Madeira, respectivamente, comentaram desta forma a vitória da formação insular (1-2). Declarações na flash interview da SportTV:

Tulipa: «Não conseguimos dar a volta, mas o esforço dos jogadores era merecedor de pelo menos um ponto. Como treinador sou novo, mas tenho experiência como jogador. Sei como se condicionam as pessoas que vêm habituar. Somos um clube jovem, responsável, mas não somos parvos. Esta noite, houve uma dualidade de critérios impressionante. Temos de assumir os nossos erros, não estivemos bem na primeira parte, e a responsabilidade disso é minha. Mas também há coisas que são exageradamente óbvias. Isto que nos sirva de lição. Quanto à expulsão, só disse ao fiscal-de-linha que tinha de acompanhar melhor os lances.»

Manuel Machado: «Temos 42 pontos, queremos dobrar os pontos da primeira volta e chegar aos 50, na perspectiva de isso chegar para nos qualificarmos para uma prova europeia. Houve duas partes distintas, chegámos ao 2-0 com inteira justiça e podíamos ter terminado o jogo logo aí. Não o fizemos e a segunda parte foi diferente. Sofremos forte pressão, mas ainda assim acho que este triunfo é justo. Tínhamos dois jogos fora, contra adversários complicados, mas conseguimos seis pontos. Segue-se o Sp. Braga, um adversário muito difícil. Correndo por fora em relação aos outros candidatos, estamos envolvidos na luta.»