Pelo menos, é a vontade das duas equipas, que se reencontram no campeonato 14 rondas depois, em condições distintas, mas igualmente convictos de que só os três pontos servem os objectivos da temporada, ao contrário do 2-2 da primeira volta. Nervosos? Carlos Cardoso, treinador do V. Setúbal, diz que não, e que a haver alguém intranquilo seria a sua equipa, «face a tudo o que se tem passado», que é como quem diz maus resultados (duas derrotas consecutivas), salários em atraso e ausência de direcção.

Já o Benfica, depois da derrota frente à Académica, atrasou-se na corrida pelo título - matematicamente possível, mas desportivamente improvável. Está, por isso, pressionado a vencer os jogos que faltam (espreitando a oportunidade de poder fazer contas no fim) com vista, pelo menos, à qualificação para a liga milionária. Quique Flores tem recebido votos de confiança nos últimos tempos, quer do director desportivo Rui Costa quer do presidente Luís Filipe Vieira (o que nem sempre é sinónimo de bons ventos no futebol português), mas, tudo somado, o treinador garante não faltar-lhe motivação no comando e determinação em vencer o que ainda está em disputa.

Michel espreita titularidade, Yebda deve sentar-se no banco

Tanto V. Setúbal como Benfica mexem q.b. nos onzes e nas estratégias, pelo que adivinham-se mudanças de parte a parte, umas mais forçadas que outras.

Entre os anfitriões, o lateral esquerdo André Marques está lesionado e não é opção, o que abre a porta da titularidade a Michel; a disponibilidade de Leandro Lima, após dois jogos de suspensão, deve culminar no regresso à equipa, até porque o compatriota Leandro Branco vai cumprir castigo. Bruno Ribeiro, Sandro e Zoro são as outras baixas do Vitória, devido a problemas físicos.

Os encarnados, que perderam Suazo após a final da Taça da Liga, continuam sem poder contar com Luisão, ainda lesionado, mas já têm à disposição Yebda, que falhou a recepção aos estudantes na sequência de uma mialgia. Katsouranis foi suplente não utilizado frente à Académica, mas deve integrar a formação inicial, sentando-se o médio francês no banco. Aimar deve apoiar Nuno Gomes e Cardozo na frente.

Equipas prováveis:

V. SETÚBAL: Kieszek; Janício, Robson, Auri e Michel; Elias, Hugo e Ricardo Chaves; Leandro Lima, Regula e Bruno Gama.

BENFICA: Quim; Maxi Pereira, Sidnei, Miguel Vítor e David Luiz; Katsouranis; Ruben Amorim, Aimar e Reyes; Nuno Gomes e Cardozo.