Duarte Costa, advogado da empresa Asesoramiento Deportivo, SL ,que detém os direitos de imagem do jogador Velli Kasumov, explicou a situação à Agência Lusa: «A empresa foi hoje notificada da reclamação de créditos apresentada pelo Serviço de Finanças de Setúbal, na importância de 1. 117 775,43 euros, querendo isto significar que a administração fiscal considera que a entidade Vitória Futebol Clube SAD não tem a sua situação contributiva regularizada».

A «Asesoriamento Desportivo» realiza agora um conjunto de diligências e irá apresentar uma certidão do processo na qual consta essa dívida reclamada da Vitória de Setúbal SAD ao fisco à Liga Portuguesa de Futebol Profissional para embargar a candidatura do clube no que diz respeito à inclusão e participação em competições profissionais desportivas para a próxima época.

Duarte Costa esclarece que «a participação nas competições profissionais de futebol está reservada aos clubes e sociedades desportivas que para tanto se qualifiquem desportivamente na época anterior e está ainda condicionada ao preenchimento de um conjunto de pressupostos e requisitos, legais e regulamentares, de caráter económico, de organização e de infraestruturas».

E porque «está pendente no processo nº 967-B/2001, do Tribunal Judicial de Setúbal, uma reclamação de créditos pelo Serviço de Finanças de Setúbal, no valor de 1.117.775,43 euros, não se vislumbra que a Vitória de Setúbal SAD consiga, até 30 de Abril de 2010, resolver este assunto pois até à data permanecem por liquidar os valores devidos ao Estado».

Assim sendo, a Liga só pode pensar na não admissão do Vitória Futebol Clube SAD, tal como explicou o advogado.

Este caso ocorreu em 2001 quando a empresa lançou uma acção ao clube devido à utilização dos direitos de imagem do jogador sem autorização numa caderneta de cromos.