Vagner não se admira com o sucesso dos ex-companheiros e destaca a afirmação rápida de Licá no F.C. Porto e agora na Seleção.

As saídas de Licá, Carlos Eduardo, Steven Vitória e Jefferson não enfraqueceram a equipa?

São jogadores fantásticos, mas os números estão a mostrar que podemos continuar a fazer bons resultados sem eles. Entraram outros, que também estão a mostrar valor. O futebol é assim: dinâmico, há quem saia, há quem entre, o mais importante é a composição do grupo. Cada um quer fazer a sua história.

A afirmação de Licá como titular do F.C. Porto e agora chamado à Seleção surpreendeu-o?

Claro que não. O Licá é um jogador fantástico e está a agarrar a sua oportunidade. Deu o salto, está numa grande equipa, mas sempre foi a mesma pessoa, com a mesma humildade. Não me admirava se, em breve, o Carlos Eduardo conseguir entrar também, porque tem muito valor. O mesmo digo do Steven no Benfica. Em relação ao Jefferson, já está a impor-se no Sporting e pode chegar a palcos ainda maiores.

VAGNER

Nome: Vagner da Silva

Data de nascimento: 6 de junho de 1986 (27 anos)

Naturalidade: Araruna, Paraná

Posição: Guarda-redes

Altura: 1,85 metros

Peso: 80 quilos

Percurso: Atlético Paranaense (2001-2008), Ituano (2009), Desportivo do Brasil (2009), Estoril (2010-2013)

Títulos: Estadual Paranaense (2005), II Liga Portuguesa (2012)