«Venho acrescentar muito trabalho e ambição. Em princípio, venho para jogar a lateral-direito e estou consciente das minhas qualidades para ocupar essa posição. Mas se tiver de ajudar a equipa noutro lugar também estou disponível, pois o importante é darmos tudo pela camisola do Olhanense, e eu sinto-a como mais ninguém», prometeu.

«Regresso a casa, ao clube onde me formei como jogador e pessoa, e quero relançar a minha carreira. O Olhanense é o clube ideal para isso», desejou o jogador, que passou a primeira metade da época no Beira-Mar. «Estou aqui para falar do meu presente e futuro, que é o Olhanense, o passado já passou, está esquecido. Quero trabalhar para ser cada vez melhor, tal como a equipa, agora só penso em ajudar o Olhanense.», referiu quando instado a comentar a sua passagem por Aveiro. «Nunca fui infeliz nos clubes por onde passei mas nunca nos sentimos tão bem como em nossa casa. Aqui sei que me querem bem e que vou ser bem tratado», acrescentou.

Em Olhão, Vasco Fernandes também vai apadrinhar a estreia de Sérgio Conceição como treinador principal: «Todos sabem o grande jogador que ele foi. Seguramente terá muita qualidade como técnico e espero que tenha muita sorte.»