No jogo com a equipa dos Vancouver Canucks, porém, Moore deu nas vistas a jogar com os pés. Ou com os patins, no caso. A dada altura seguia para o ataque e perdeu o «stick», mas não se intimidou. Conduziu a bola com os patins, e com muito jeito, diga-se. Fez mesmo uma bela assistência para um colega, que no entanto não conseguiu marcar.

Moore devia mesmo limitar-se a jogar com os patins, já que com o «stick» destacou-se por motivos bem menos positivos. No mesmo encontro, o jogador da equipa de Toronto atingiu um adversário, que ficou com um corte profundo na face. «Tive sorte. Foi a poucos centímetros do olho. Fico a pensar que foi tão perto. Nunca tinha passado por uma destas», disse a vítima, Willie Mitchell.

Veja os lances: