Alvo de críticas pelas vezes que cai durante um jogo, Neymar respondeu através de um anúncio de um dos seus patrocinadores. O jogador brasileiro, que segundo a revista Forbes é o 5.º desportista mais bem pago do mundo, recebia há dois anos, mais dos contratos de patrocínio do que de salário, uma realidade que terá mudado ao transferir-se para o PSG.

O jogador brasileiro utilizou este veículo que tem ao dispor para responder aos que o criticaram pela prestação no Mundial da Rússia.

No vídeo «Um novo homem todo dia», de 1:30 minutos que passou este domingo na televisão brasileira em horário nobre, Neymar começa por falar das faltas que sofre e das lesões. «Você pode achar que eu exagero, e às vezes eu exagero mesmo. Mas a real é que eu sofro dentro de campo. Agora, na boa, você não imagina o que eu passo fora dele».

«Quando eu saio sem dar entrevista, não é porque eu só quero os louros da vitória, mas porque eu ainda não aprendi a te decepcionar. Quando eu pareço malcriado, não é porque eu sou um moleque mimado. Mas é porque eu ainda não aprendi a me frustrar. Dentro de mim ainda existe um menino. Às vezes, ele encanta o mundo. E, às vezes, ele irrita todo mundo. E minha luta é para manter esse menino vivo. Mas dentro de mim, e não dentro do campo», continua o jogador.

E, em referência ao Mundial da Rússia, acrescentou: «Você pode achar que eu caí demais. Mas a verdade é que eu não caí. Eu desmoronei. Isso dói muito mais que qualquer pisão em tornozelo operado».

«Eu demorei para aceitar as suas críticas. Eu demorei a me olhar no espelho e me transformar em um novo homem. Mas hoje eu estou aqui, de cara limpa, de peito aberto. Eu caí. Mas só quem cai pode se levantar. Você pode continuar jogando pedra. Ou pode jogar essas pedras fora e me ajudar a ficar de pé. Porque quando eu fico de pé, parça, o Brasil inteiro levanta comigo», diz ainda o vídeo.

Esta não é a primeira vez que Neymar utiliza a publicidade para responder aos críticos e limpar a imagem que nem sempre é a melhor perante os adeptos.