Lembra-se daquela história que a imprensa inglesa contou que Mourinho se tinha escondido num cesto da roupa, quando era treinador do Chelsea, para contornar um castigo nos quartos de final da Liga dos Campeões frente ao Bayern de Munique? Pois, o treinador português confirmou que o episódio aconteceu mesmo.

«Sim, estava no cesto. Precisava de estar com os meus jogadores e fiz isso», disse Mourinho à beIN Sports.

«Fui para o balneário durante o dia, por isso estive lá desde o meio-dia e o jogo era só às 19h00. Eu apenas queria estar no balneário quando os jogadores chegassem. Cheguei e ninguém me viu, o problema era sair», explicou o técnico.

A solução encontrada foi então insólita. «Stuart [o roupeiro] pôs-me no cesto da roupa, daqueles de metal, que estava um bocadinho aberto para que eu pudesse respirar. Mas quando ele estava a sair do balneário viu os homens da UEFA, que, ouvindo rumores de que eu estava lá, estavam desesperados para me encontrar. Então ele fechou o cesto e eu não conseguia respirar. Quando a abriu, estava a morrer, estava claustrofóbico. A sério, ia morrendo».