Mladen Petric joga no ataque, mas o croata também pode colmatar a falta de um guarda-redes, basta recuar à época 2006/07. O ponta-de-lança, na altura a jogar nos suíços do Basileia foi obrigado a ir para a baliza da sua equipa, depois da expulsão do guarda-redes Franco Contanzo, e acabou por ser o herói da partida. O resultado estava fixado em 2-2 e Michael Chrétien, jogador do Nancy, tinha tudo para dar os três pontos aos gauleses na deslocação à Suíça.

O jogador partiu para a marcação da grande penalidade, com Petric entre os postes, e viu o número dez do Basileia fazer uma defesa fantástica, que deixou o resultado como estava. 2-2, um ponto para cada lado e uma imagem fantástica: um ponta-de-lança a defender uma grande penalidade.

Recorde esse momento: