Tudo se precipitou na sexta-feira à noite depois da vitória dos visitantes (3-2), inicialmente com confrontos entre os adeptos dos clubes, mas depois da chegada da polícia, os dois grupos juntaram-se para atacar as forças policias.

«Os adeptos estão tão enfurecidos que só pensam em agredir-se», contou o porta-voz da polícia, numa noite em que as forças de segurança tiveram de recorrer a canhões de água e gás pimenta para travar os distúrbios.

No rescaldo da «batalha campal», contam-se cinco detidos, enquanto outras dez estiveram retidas, mas acabaram por sair em liberdade.