«Quero pedir desculpas aos jamaicanos, se se sentiram ofendidos ppor eu ter dito que na Jamaica todas as crianças sabem enrolar um charro, e pedir aos jovens talentos do desporto que permaneçam longe de qualquer tipo de droga, porque não lhes vai trazer qualquer benefício, nem pessoal nem desportivo», afirma Bolt, num comunicado divulgado pelo seu empresário, em que assume que as suas declarações anteriores, ao jornal alemão «Bild», foram «infelizes».