«Posso treinar a Costa do Marfim, mas apenas durante o Mundial da África do Sul. Seria fantástico. Vou decidir dentro de dias», assegurou o técnico ao jornal «Express».

A recusa de Schuster em prolongar o seu vínculo para lá do Mundial deve-se ao seu desejo de orientar uma equipa do campeonato alemão na próxima temporada. «Estou muito entusiasmado com a Bundesliga. Têm grandes estádios, adeptos incríveis e quero deixar uma marca lá. Quero provar na Alemanha que sou bom treinador», afirmou.