«Mesmo que nesta altura em não pense no Brasil, foi um pouco difícil ler o que Romário disse, porque é alguém que fez uma carreira histórica na seleção brasileira», afirmou o defesa do PSG na antevisão do jogo de Champions com o Real Madrid.

Romário tinha dito que o tempo de Thiago Silva já tinha passado e que, se ele fosse selecionador brasileiro, não voltaria a convocá-lo  para defender a camisola do Brasil.

«É difícil discutir a minha situação, mas mesmo que eu não esteja de acordo com ele, eu respeito a sua opinião», terminou o defesa do Paris Saint-Germain.