Hulk, avançado do F.C. Porto, em declarações na zona mista, após o encontro com o Manchester Utd, relativo à segunda mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, e que os ingleses venceram por 1-0, garantindo passagem à fase seguinte:

«São coisas que acontecem e servem para guardar na memória e aprender. Sabíamos que ia ser um jogo difícil, mas que tínhamos capacidade de passar. A diferença foi sofrer o golo aos seis minutos. Ter o treinador connosco é sempre bom, mas não perdemos por esse motivo.»

[ sobre o desempenho pessoal] «Individualmente, penso que foi um pouco difícil, mas a equipa lutou até ao fim, estávamos à espera de passar. Os defesas já começam a conhecer-me e antes de a bola chegar já me estão a agarrar. Isso condicionou um pouco.»