«São jogadores jovens, conheço melhor o Baba. O campeonato espanhol é uma realidade totalmente diferente e não chega só ter talento. Os espanhóis exigem muito, muito mesmo. Aqui exige-se menos», avisou o experiente avançado.

Para João Tomás será preciso atenção ao período de «adaptação». «O Baba é um jogador acima da média, o Salvador saiu do Varzim e impôs-se no Olhanense. De Sevilha perguntaram-me o que achava do Salvador e disse que era talentoso e tinha qualidade, mas será preciso adaptar-se, porque é uma realidade diferente da nossa», concluiu.