Muito forte tecnicamente, tem uma grande criatividade e uma capacidade enorme de desequilíbrio, sendo elemento-chave das habituais triangulações ofensivas da formação japonesa. Formado no FC Miyagi, rebentou para o futebol no Cerezo Osaka, tendo sido aproveitado pelo sempre atento gabinete de prospeção do Borussia Dortmund. E foi aí, com Jurgen Klopp, que saltou para a estratosfera, conciliando os argumentos técnicos com uma capacidade para criar e finalizar, muitas vezes já na grande área. Seguramente, um dos jogadores a seguir neste Campeonato do Mundo!

Por Francisco Sousa

Todos os textos em Futebol do Mundo